Comitê de Investimento

 

2018

Nomeação:  Decreto 10.536/GP/2018.

Presidente: Rogério Rissato Junior (CPA -10)

Membro: Silmar Lacerda Soares (CPA -10)

Membro: Marcia Maria da Silva Nascimento

 

Estrutura Organizacional para Tomada de Decisões de Investimentos e Competências

O Comitê de Investimento:

Atribuições:

a) Analisar, avaliar e emitir recomendações sobre proposições de investimentos;

b) Acompanhar e avaliar o desempenho dos investimentos realizado, com base em relatórios elaborados pelo Diretor(a) Superintendente; pelo Diretor Administrativo-Financeiro e pelo analista ou assessor de investimentos, bem como proposições de mudança ou redirecionamento de recursos;

c) Analisar os cenários macroeconômicos, político e as avaliações de especialistas acerca dos principais mercados, observando os possíveis reflexos no patrimônio dos Planos de benéficos administrados pelo RPPS;

d) Propor, com base nas análises de cenários, as estratégias de investimentos para um determinado período;

e)Reavaliar as estratégias de investimentos. Com decorrência da previsão ou ocorrência de fatos conjunturais relevantes que venham, direta ou indiretamente, influenciar os mercados financeiros e de capitais;

f) Analisar os resultados das carteiras de investimentos do RPPS;

g) Fornecer subsídios para a elaboração ou alteração da política de investimentos do RPPS;

h) Acompanhar a execução da política de investimentos do RPPS;

i) Recomendar os limites operacionais e os intervalos de risco que poderão ser assumidos no âmbito da gestão dos recursos garantidores dos benefícios de competência do INSTITUTO;

j) Indicar o percentual máximo a serem conferidos para cada investimento, dentro dos limites legais buscando adequar os investimentos com a realidade do mercado financeiro;

k) Buscar o re-enquadramento do plano de investimentos, quando ocorrer alguma alteração ao longo do ano ou ocorrer alguma alteração na legislação;

l) Indicar critérios para seleção das instituições financeiras buscando a segurança e minimizar os custos operacionais;

m) Analisar e emitir parecer acerca das propostas e produtos encaminhados pela Diretoria Executiva.

2017

Nomeação: Decreto nº 9.642/GP/2017

Presidente: Rogério Rissato Junior (CPA -10)

Membro: Grécio Benedito da Silva

Membro: Marcia Maria da Silva Nascimento

Membro: Sônia Ferreira da Silva

 

Atribuições:

Como órgão auxiliar no processo decisório quanto à execução da politica de investimentos, cujas decisões serão registradas em ata, observadas as condições de segurança, rentabilidade, solvência, liquidez e transparência.

A definição da aplicação dos recursos financeiros terá como fundamentos:

I – Política de investimentos já aprovada pelo Conselho Deliberativo do Jaru-Previ.

II – Normas do Conselho Monetário Nacional constante da Resolução nº 3.922, de 25 e novembro de 2010, expedida pelo Banco Central do Brasil, ou qualquer outra que vier a altera-la ou substitui-la.

III – Conjuntura econômica de curto, médio e longo prazo; e

IV – Indicadores Econômicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *